Image Map

30 de março de 2013

Eu li - O Lado bom da vida

Logo assim que "O labo bom da vida" saiu nos cinemas eu corri pra comprar o livro. Queria assistir o filme antes da premiação do Oscar e queria ler o livro antes de ir ao cinema. Acabou que não consegui nem uma coisa nem outra. Estava tão enrolada no trabs que não tive tempo e nem condições mentais pra me dedicar a uma leitura.
Enfim.
Finalmente consegui ler e posso dizer que é um dos livros mais intensos e doces que já tive a oportunidade.




Eu não sei qual é o seu lado bom da vida, mas o de Pat era a Nikki. Eles eram casados, felizes, viviam bem e compartilhavam vários momentos, dos jogos dos Eagles até jantares com os amigos chatos de Nikki que consideravam Pat um iletrado por não gostar de literatura. Em algum momento algo aconteceu e esse pequeno paraíso não existe mais. Pat está há anos numa clínica psiquiátrica, não sabe de Nikki, não sabe o que aconteceu mas sabe que está fazendo de tudo para recuperá-la e acabar com o "tempo separados".

É nesse contexto que entra na história Tifanny, alguém tão desiquilibrada mentalmente quanto Pat, com uma história de perda semelhante e com um abraço e um ouvido capaz de escutar todos os problemas dele.
Enquanto tenta ser uma pessoa diferente - e do jeito que Nikki gostaria que fosse - Pat lê diversos livros de literatura, malha freneticamente todos os dias na pequena academia montada no porão da casa de seus pais, e corre quilômetros todas as tardes com Tiffany. Nesses pequenos gestos, muitos deles silenciosos, nasce uma cumplicidade ímpar entre ambos e Pat precisa superar o "tempo separados" e dar um novo rumo a sua vida.

Eu achei que este fosse mais um livro de amor, e realmente não é. Claro que o romance está presente em vários diálogos e momentos, mas no geral, é mais uma história que nos mostra que apesar das dificuldades e problemas da vida, tem sempre uma nuvem branca num céu irritantemente azul nos mostrando que o dia vai ser bom e lindo, e que, se quisermos, tudo pode dar certo.

OBS.: Apesar do título, esta não é uma história a la Pollyana, ok?

>> Mudando um pouco de assunto, agora estou louca para ver o filme. Jen Lawrence interpretou a Tiffany nos cinemas e ganhou o Oscar de Melhor Atriz e, apesar de amar JLaw, acho muito estranho pois a presença da personagem no livro é infinitamente pequena - mesmo que importante - para garantir um Oscar de Melhor Atriz. Não quero julgar, não vi o filme. Enfim. Depois conto o que achei do filme ok?

Alguém já leu o livro/viu o filme? O que acharam? Bradley Cooper estava muito gato (as usual)? hahaha

Beijos,

Um comentário :

  1. Uau! Não sabia que a história era essae me interessei mais ainda. Não vi o filme (ainda) e pretendo ler o livro logo. Os livros sempre são melhores! (na minha opinião).

    beijos
    http://popularnorio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!

Sua opinião é muito importante para nós. Só com esse retorno podemos avaliar nosso trabalho.
Podemos até demorar, mas respondemos todos os comentários.

Beijos,

Lu e Laís

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...